9 de junho de 2015

Prefeitura pode tomar empréstimo e gerar dívidas para Bonfim por 8 anos

A maioria dos vereadores bonfinenses pode dar ou não, na noite desta terça-feira (09), uma carta branca à atual gestão da Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim para que esta obtenha empréstimo de até R$ 9,8 milhões. Um Projeto de Lei, de número 016/2015, foi encaminhado em regime de urgência ao Legislativo para que este autorize o Poder Executivo a contratar e garantir operação de crédito com a Desenbahia – Agência de Fomento do Estado da Bahia S/A.


Segundo a justificativa, a atual administração pretende obter o empréstimo para realizar obras de infraestrutura, como calçamento e asfalto, além de um abatedouro móvel. O valor exato é de até R$ 9.799.993,14 (Nove milhões setecentos e noventa e nove mil novecentos e noventa e três reais e quatorze centavos). Para aprovação, basta maioria simples, ou seja, o voto favorável de sete dos 13 vereadores. A bancada da oposição, formada pelos vereadores Biro-Biro, Ivan Barbosa, Mário Jambeiro, Bel, Dr. Jorginho e Rê do Sindicato, promete impetrar com mandado de segurança, para impedir a aprovação do projeto.

Pela proposta, a prefeitura teria carência de um ano para iniciar o pagamento do empréstimo, que seria parcelado em 96 parcelas. Ou seja, caso aprovada a autorização para a obtenção do crédito, a bomba vai ficar para as próximas duas gestões municipais.