1 de abril de 2015

Brasileiro e diretor da CAR discutem reforma do Mercado e adutora do Quicé

Wilson Dias
O ex-deputado Carlos Brasileiro (PT) teve encontro com o diretor da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Wilson Dias. Ele tratou de duas demandas do município de Senhor do Bonfim: a reforma e ampliação do Mercado Municipal e a implantação de uma adutora no distrito de Quicé, para levar água do Açude do DNOCS até a pequenas propriedades rurais.

Brasileiro informou que a reforma e ampliação do Mercado Municipal já conta com a maior parte dos recursos (R$1,2 milhão) garantidos, através de emenda federal do deputado Valmir Assunção. Com a CAR, ele discutiu a possibilidade de um aporte de cerca de R$ 400 mil do Estado para execução dos serviços. Já a implantação de uma adutora em Quicé busca proporcionar o fornecimento de água e a irrigação, através de gotejamento, das pequenas propriedades. “Poderá garantir alimento ao rebanho da região, inclusive nos momentos de estiagem. Desta forma, podemos ampliar a produção de leite de Quicé, já que a demanda crescerá com a construção do Laticínio Regional em Bonfim, cujas obras estão em conclusão”, disse.

O diretor da CAR destacou que dois projetos desenvolvidos pelo órgão - ligado à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) - vão de encontro à demanda de Brasileiro. O projeto Bahia Produtiva é voltado a financiar investimentos socioprodutivos e de abastecimento de água de interesse das comunidades rurais, melhorando a infraestrutura para apoiar a produção e a comercialização. Já o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável da Região Semiárida da Bahia (Pró-Semiárido), que será lançado pelo governador Rui Costa, focará a produção, geração de emprego e renda em atividades agropecuárias e não agropecuárias e o desenvolvimento do capital humano e social.

SETAF – Durante o encontro, o diretor da CAR, Wilson Dias, confirmou a Brasileiro que Senhor do Bonfim será contemplada com a implantação de uma das unidades do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF). Ela vai possibilitar a celeridade da execução dos projetos e políticas públicas voltadas para a agricultura familiar na região, com disponibilidade de técnicos, agrônomos e outros profissionais que darão assistência aos pequenos produtores.