18 de junho de 2014

Novo Pronatec oferecerá 12 milhões de vagas de ensino técnico no país

A presidenta Dilma Rousseff acaba de lançar a segunda versão do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O lançamento oficial do Pronatec 2.0 aconteceu nesta quarta-feira (18), em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). No início do discurso, a presidenta destacou os mais de sete milhões de jovens matriculados no programa, índice que reforça uma das características do Pronatec, cuja meta é levar ensino profissionalizante de qualidade para todo o País.

“Até o fim do ano, serão oito milhões de jovens e de trabalhadores matriculados no Pronatec. Um desempenho que nos incentiva a lançar a segunda etapa do Pronatec, que oferecerá 12 milhões de vagas em 220 cursos técnicos e em 646 cursos de qualificação a partir de 2015”, disse a presidenta.
Segundo Dilma, a segunda etapa é a sequência lógica e o desdobramento natural da primeira fase do programa. Será mantido o compromisso com a oferta de cursos de alta qualidade, mas o objetivo é facilitar cada vez mais o acesso à política pública. Além disso, o programa manterá a gratuidade e trabalhará para ampliar a oferta de cursos. A meta é atingir mais de quatro mil cidades em todo o território brasileiro.

Gestão - “Nesta segunda etapa do programa, vamos incluir, em todos os cursos, módulos de qualificação em gestão. Queremos que todos tenham, além da formação específica do curso escolhido, noções de empreendedorismo, para que aqueles que desejem iniciar seu próprio negócio estejam mais bem preparados para fazê-lo”, ressaltou a presidenta.

Criado em 2011, o Pronatec tem o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a educação profissional e tecnológica. Em todo o Brasil, o programa já ofereceu cursos profissionalizantes para 7,3 milhões de brasileiros.