28 de outubro de 2013

Bahia recebe mais 277 médicos estrangeiros; Bonfim fora

A Bahia recebeu durante este último fim de semana o segundo grupo de profissionais do programa Mais Médicos. São 310 profissionais, dos quais 277 são estrangeiros ou brasileiros que concluíram o curso de medicina no exterior e 33 que se formaram no Brasil. O desembarque aconteceu na Base Aérea de Salvador e a primeira aeronave chegou por volta das 8h30 deste sábado, com 85 cubanos. Senhor do Bonfim continua fora do Programa, já que não houve interesse por parte do governo municipal.

Além dos cubanos, desembarcaram médicos venezuelanos, portugueses, bolivianos e espanhóis. Durante esta semana eles participarão de um curso sobre a cultura e as características epidemiológicas da região onde vão trabalhar. O curso será ministrado no Instituto Anísio Teixeira e é coordenado pela Secretaria da Saúde. Na próxima sexta (1º) acontece o encerramento da atividade e o encaminhamento dos profissionais para as 138 cidades beneficiadas nesta fase do programa.

A Bahia é o estado com o maior número de municípios inscritos no programa. De acordo com o secretário da Saúde, Jorge Solla, o resultado tem sido satisfatório nas cidades que já receberam médicos. “O impacto é muito positivo, os médicos atuam em postos de saúde com equipes multiprofissionais que têm enfermeiros, técnico de enfermagem, agentes comunitários e dentista. Além de atenderem dentro dos postos, as equipes fazem visitas domiciliares, fazem consultas nas casas das pessoas e desenvolvem a atenção básica em saúde”.

Nas duas primeiras fases o programa Mais Médicos destinou 411 médicos para a Bahia; em todo o país serão 13 mil profissionais até 2014. A secretária executiva do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Eva Chiavon, que esteve no desembarque de médicos na Base Aérea, afirmou que ampliando a oferta de atendimento na atenção básica o programa vai reduzir a demanda nos hospitais.