12 de setembro de 2013

Governo confirma que a Bahia não participará do horário de verão

O governador Jaques Wagner confirmou que a Bahia não fará parte do horário de verão, que começa em 20 de outubro deste ano. A afirmação foi feita durante a coletiva em que o governo anunciou novos voos internacionais para o estado. O motivo é a forte rejeição por parte da população baiana. A decisão acompanha a do ano passado, quando o estado também ficou de fora.


"Apesar de ser favorável ao horário de verão, resolvi revogar a minha decisão", anunciou Wagner. "Eu sou governador, não sou o dono da Bahia, e não posso ficar brigando com a população inteira. O estado não vai ter prejuízo, porque todo mundo sabe que a economia de energia é pequena na Bahia", afirmou o governador na época. A Bahia aderiu ao horário no governo João Durval em 1985 e só deixou de participar em 2003, quando o então governador Paulo Souto (DEM) realizou uma pesquisa que revelou que 57% da população era contra adiantar o relógio.

O estado ficou de fora do horário por oito anos, mas em 2011, Wagner realizou outra pesquisa e anunciou que o estado iria voltar a aderir. A decisão provocou a ira dos sindicatos de trabalhadores, que o acusaram de não se importar com as pessoas que acordam cedo para trabalhar e teriam que enfrentar a falta de claridade nas ruas.