22 de agosto de 2013

Funcionários da São Luiz protestam em frente à prefeitura de Bonfim

Motoristas e cobradores da empresa São Luiz realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira (22) em frente à sede da Prefeitura de Bonfim. Eles reclamam que as mudanças proporcionadas pelo governo municipal em relação aos pontos de ônibus, que ficaram distantes do centro da cidade, causam queda na procura pelo transporte oficial e estão gerando demissões. O ato teve o apoio do Sindicato dos Rodoviários da Bahia.


Os representantes dos trabalhadores da empresa de transporte afirmam que com a mudança dos pontos, o transporte clandestino passou a agir fortemente em Bonfim. Além disso, o transporte alternativo não tem cumprido a decisão municipal. Segundo Euvaldo Alves, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte do estado da Bahia, a entidade sindical está atendendo a um chamado dos seus associados ligados as empresas: São Luiz, São Matheus e Santo Antonio. “Os nossos afiliados estão sendo prejudicados devido à proibição imposta pelo prefeito de parar em alguns pontos da cidade. O prefeito tem que entender que os passageiros que vem do interior pra fazer compras, ir ao médico, banco e para vender ou comprar produtos nas feiras livres, estão ficando em pontos localizados a mais de 1 km do centro da cidade. Nós estamos aqui hoje pedindo que haja uma igualdade, por que enquanto a São Luiz obedece a lei, o transporte alternativo continua parando em todos os pontos. Essa atitude está nos causando desemprego”, informou Euvaldo Alves.
 

Linhas paralisadas 

A empresa São Luiz paralisou as principais linhas na região e somente a que faz o trajeto para Salvador foi mantida. Os representantes do movimento afirmaram que enquanto não forem atendidos pelo prefeito, as linhas continuarão paradas. Após varias tentativas de falar com o prefeito, membros do Sindicato dos Trabalhadores foram recebidos pelo secretário de administração, Rubens Torres. Foi entregue uma pauta com reivindicações. O secretário informou que tentará ajudar a resolver o impasse.