26 de julho de 2013

Apenas 3,1 mil médicos no país confirmam interesse em ir para o interior

Das mais de 11 mil vagas oferecidas pelo Governo Federal através do Programa Mais Médicos, apenas 3.100 finalizaram a inscrição apresentando todos os documentos necessários. Ou seja, menos de 30% das vagas foram preenchidas por profissionais brasileiros dispostos a atuarem no interior e periferias das capitais. Confirmada a sobra de vagas, estas poderão ser preenchidas por médicos estrangeiros. O salário é de R$ 10 mil, além de moradia e alimentação.


Há 17 dias, a presidente Dilma Rousseff lançou o programa Mais Médicos, via medida provisória. O programa tem dois eixos centrais: fixar médicos brasileiros e estrangeiros no interior do país, via editais lançados pelo governo; e ampliar o curso de medicina, com dois anos extra de serviços prestados no SUS.

A medida provisória estabeleceu que os médicos formados no Brasil têm prioridade na seleção. Depois deles, vêm os brasileiros formados no exterior sem revalidação do diploma no país e, por último, os médicos estrangeiros. Na Espanha, por exemplo, muitos médicos mostraram-se interessados em vir para o Brasil.