28 de junho de 2013

Prestador de serviço desmente secretário municipal de Finanças em programa

Servidores do Município desmentiram, durante o programa Canal Aberto, da Rádio Caraíba, as informações do secretário municipal de Finanças, Wadson Péricles, que a prefeitura não estaria em debito com qualquer funcionário ou prestador de serviço e que estaria repassando os valores descontados do crédito consignado aos bancos. O secretário havia dito que pagamentos foram feitos no dia 07 de junho e dia 19 de junho.

O prestador de serviço Carlos Cesar afirmou que está sem receber dois meses (dezembro e janeiro) como motorista responsável por levar e trazer pacientes do distrito de Igara para a Clinefro. “Eu tenho um carro locado na prefeitura e trabalhei os 4 anos com o ex-prefeito Paulo Machado e recebi sem problema até o mês de novembro. Meu carro era locado na Igara. O mês de dezembro eu deveria receber em janeiro. Porém, com a mudança de prefeito eu permaneci trabalhando durante o mês de janeiro através do intermédio do vereador Helson de Carvalho. Continuei meu trabalho, colocando combustível do meu bolso e ouvindo a promessa que ia ser ressarcido. Depois de janeiro, o vereador me falou que não daria mais pra mim trabalhar, por que eu teria feito campanha contra. Eu não fiz nem campanha, pelo contrario, meu carro foi cedido pra fazer campanha pra vocês. Eu não fui conduzindo o veiculo mas disponibilizei motorista”, relatou Carlos Cesar.

Segundo César, ele teria feito um acordo com o secretário de saúde Washington Sobreira para que recebesse apenas o mês de janeiro, para que pudesse poder quitar o débito com o posto de combustível. Ele informou que o secretário teria assinado um documento no qual garantiria o pagamento referente o mês de janeiro. Porém, ao se dirigir a tesouraria da prefeitura na ultima quinta-feira, 27, foi informado que não receberia o valor acordado.

Outra ouvinte entrou no ar para reclamar do repasse que a prefeitura faz aos bancos no que se refere aos consignados. A senhora Cristiane, residente no bairro do Barbosa Santos, revelou que o seu salário vem recebendo descontos e que a prefeitura não está repassando o valor aos bancos para quitar as parcelas dos consignados. “Em relação à entrevista do secretario de finanças Wadson Péricles concedeu, em relação ao repasse à BV Financeira, fiz varias ligações, recebi cartas me informando que o valor não está sendo repassado desde o mês de janeiro. Eu não sei quem está mentindo, se é o banco quando eu ligo ou o senhor Wadson. Por que ele disse que o repasse está sendo feito, só que não está sendo feito. O dinheiro está sendo descontado do meu pagamento só que não está sendo repassado pro banco”, acusou Cristiane.