11 de maio de 2013

Polícia Federal reabre concurso para 600 vagas e salário de até R$14 mil

Os editais de reabertura das inscrições e a retificação das normas do concurso da Polícia Federal foram divulgados pelo Cespe/UnB. São 600 vagas para os cargos de escrivão, delegado e perito criminal, sendo 34 reservadas aos candidatos com deficiência. A inscrição deve ser feita no período entre 10h de 17 de maio e 23h59 de 3 de junho, observado o horário oficial de Brasília/DF. Os selecionados serão lotados nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e unidades de fronteira.


 O concurso estava suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF) desde julho de 2012 por não oferecer vagas aos candidatos com necessidades especiais. Os candidatos que já efetuaram a inscrição e que desejarem alterar a cidade de realização da prova ou a concorrência como candidato com deficiência deverão fazê-lo no mesmo período, pelo site do Cespe/UnB.

São 350 vagas para escrivão, sendo 18 reservadas para candidatos com deficiência. É necessário ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação em qualquer área. O salário inicial é de R$ 7.514,33. O site para a inscrição é o www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_escrivao. A taxa é R$ 125.

São 150 vagas para delegado, das quais 8 são reservadas para candidatos com deficiência. É preciso ter diploma de graduação em Direito e carteira nacional de habilitação de categoria, no mínimo, B. A remuneração é de R$ 14.037,11. Para se inscrever, é preciso acessar o endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_delegado. A taxa é R$ 150.

Já para perito criminal, há 100 vagas, sendo 8 reservadas a candidatos com deficiência. A remuneração é de R$ 14.037,11. A inscrição é realizada pelo site www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_perito. A taxa é R$ 150. Os candidatos a perito criminal devem ter diploma de conclusão de curso superior em ciências contábeis ou ciências econômicas; engenharia elétrica, engenharia eletrônica, engenharia de telecomunicações ou engenharia de redes de comunicação; ciências da computação, informática, análise de sistemas, engenharia da computação ou engenharia de redes de comunicação; engenharia agronômica; geologia; engenharia química, química industrial ou química; engenharia civil; biomedicina ou ciências biológicas; engenharia florestal; medicina; odontologia; farmácia e engenharia elétrica. Também é necessário ter carteira nacional de habilitação de categoria, no mínimo, B.

Etapas
A primeira etapa do concurso será composta de exame de habilidades e de conhecimentos (prova objetiva e prova discursiva), de exame de aptidão física, de exame médico, e de avaliação psicológica. Haverá uma avaliação de títulos para perito criminal e delegado, enquanto que para escrivão terá também uma prova de digitação. Haverá ainda uma prova oral para delegado.

A prova objetiva e a prova discursiva serão aplicadas na data provável de 21 de julho, nos turnos da manhã e da tarde. As provas podem ser feitas em todas as capitais, incluindo Salvador. A segunda etapa consistirá em um curso de formação profissional, a ser realizado no Distrito Federal.