6 de maio de 2013

Papa Francisco denuncia abusos sofridos por crianças

 O papa Francisco denunciou os abusos sofridos pelas crianças durante a oração "Regina Coeli" (rainha dos céus), realizada na Praça de São Pedro, no Vaticano. Há um mês, o papa Francisco pediu para se agir com "determinação" contra os abusos sexuais cometidos pelos membros do clero, evocando de maneira precisa o problema da pedofilia.


"Eu envio hoje uma saudação especial à associação Meter" - uma organização não-governamental (ONG) que luta há mais de 20 anos contra todos os tipos de abusos, incluindo sexuais, cometidos contra as crianças - por ocasião da realização das jornadas das crianças vítimas de violência, disse o papa. "Isso dá-me a oportunidade de dirigir meus pensamentos aos que sofreram ou ainda sofrem abusos", acrescentou.

"Eu queria assegurar-vos que estão presentes nas minhas orações, mas também quero ressaltar fortemente que, todos nós nos devemos comprometer com clareza e coragem para que todos os seres humanos, e particularmente as crianças, que estão entre as categorias mais vulneráveis, sejam sempre protegidas e defendidas", afirmou.

O papa se manifestou publicamente e diretamente sobre os casos de abusos cometidos durante décadas contra dezenas de milhares de crianças. Pediu "a promoção de medidas de proteção dos menores e ajuda aos que passaram por tais violências". O papa solicitou também "procedimentos para encontrar os culpados e o comprometimento em conferências episcopais para formular e colocar em prática as diretivas necessárias neste domínio".