23 de abril de 2013

Professores municipais aderem à paralisação nacional a partir de hoje


Associação dos Docentes de Senhor do Bonfim (ADESB) convocou os professores das escolas municipais para a 14ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública, que será realizada de hoje (23) até quinta (25). Nesta terça-feira, às 8h, no Sindiferro, eles farão Assembleia para debater a importância da valorização dos trabalhadores em educação e o direito à educação com qualidade e equidade, para assegurar plenas condições de trabalho e qualidade de vida aos educadores.


No dia 24 de abril, os professores estarão refletindo sobre a educação municipal e nacional sem manifestação. Na quinta, 25, às 19h, será realizado um ato com representação dos professores na Câmara dos Vereadores. "Queremos chamar a atenção dos governos e de todas as esferas administrativas, para a importância de se cumprir integralmente a Lei do Piso do Magistério e de se valorizar todos/as os/as trabalhadores/as em educação com salário digno, carreira atraente, jornada compatível com as demandas profissionais e condições adequadas de trabalho", afirma a diretoria da Adesb em nota.


Estado

Os professores da rede estadual de ensino também suspendem de hoje até quinta-feira as atividades em adesão à paralisação nacional. A Secretaria da Educação do Estado (SEC) informou, em nota, que o governo paga acima do piso nacional a todos os 32.614 professores licenciados. Para 2013, o Ministério da Educação estabelece R$ 1.567 como piso nacional. Na rede estadual da Bahia, o salário inicial é de R$ 1.659,94 — informa a SEC. Também fazem paralisação hoje os professores das quatro universidades estaduais da Bahia — Uneb, Uefs, Uesc e Uesb.