23 de abril de 2013

Festas juninas terão promoção internacional na Copa 2014

Uma equipe formada pelo secretário do Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, e as diretoras da Bahiatursa, Isabela Casales (marketing) e Rosana França (mercado internacional), participou, em Brasília, de uma reunião promovida pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) para discutir a promoção internacional das festas juninas em 2014. O São João, que é a maior festa popular do Nordeste do Brasil, ocorrerá paralelamente à Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014, o que representa um diferencial para os destinos turísticos da região. Participaram também do encontro representantes de 11 estados brasileiros, sendo a maioria (nove) do Nordeste. 

No exterior, o Brasil tem como uma de suas principais marcas culturais o Carnaval. “A Embratur agora trabalha para que também seja reconhecido como o país do arraial”, afirmou o presidente do instituto, Flávio Dino. Para Leonelli, esta é uma estratégia importante da Embratur, pois o São João é o segundo período mais forte do ano para a economia dos destinos turísticos nordestinos, atrás apenas do verão, que representa a alta estação. “Somente na Bahia, a festa movimenta muito o turismo interno, pois mais de 500 mil pessoas deixam a capital com destino às cidades do interior”.

O secretário enfatizou o avanço na ocupação hoteleira em municípios como Salvador, Ilhéus e Porto Seguro no mês de junho, nos últimos quatros anos. "É um fenômeno econômico, inclusive, mais importante que o Carnaval, pois se vendem mais bebidas nesse período. Além disso, é uma festa bastante pulverizada em todas as regiões baianas". Leonelli também pretende convidar Flávio Dino para conhecer o São João da Bahia, que ocorre com força econômica e turística em mais de 100 municípios do estado e, em Salvador, no principal cartão-postal da cidade, o Pelourinho.

Jogos

O plano da Embratur é que entre um jogo e outro das seleções, os estrangeiros possam conhecer a música, cultura e culinária das Festas de São João, São Pedro e Santo Antônio, além das comemorações de São Marçal, em algumas regiões. Na apresentação das propostas para a promoção do evento, a Embratur enfatizou a necessidade de divulgar os festejos juninos em feiras, workshops e seminários, e ainda a capacitação de agentes e operadores no exterior e a realização de press trips com a presença de jornalistas estrangeiros nos destinos que realizam as festas de São João.