8 de abril de 2013

Dilma anuncia equipamentos para municípios atingidos pela seca

Em seu programa de rádio, a presidenta Dilma Roussef assegurou que seu governo ajudará todos os 1.415 municípios afetados pela seca. A previsão é que cada um receba uma retroescavadeira, uma motoniveladora, dois caminhões (um caminhão-caçamba e um caminhão-pipa) e uma pá-carregadeira. Ela também informou que o governo executará medidas de emergência com R$ 17 bilhões, que serão destinados a proteção dos agricultores, a ampliação do acesso à água, a alimentação dos rebanhos, aos municípios e a ampliação do crédito.

"A situação continua muito grave no Nordeste (...) Além das obras de infraestrutura para levar água à região, são necessárias ações de emergência eficazes, já que esta seca é a maior dos últimos 50 anos e já atingiu mais de 1.415 municípios", afirmou a presidente.
Segundo ela, o governo está investindo um total de R$ 32 bilhões nas chamadas obras estruturantes, que garantem o abastecimento de água de forma definitiva, como barragens, canais, adutoras e estações elevatórias.

Além dos equipamentos, o governo também fornecerá 340 mil toneladas de milho entre os meses de abril e maio para serem vendidas aos produtores com um preço subsidiado pela Conab. "O Nordeste foi a região do país que mais cresceu nos últimos anos e faremos tudo o que for possível para evitar a perda dessas conquistas alcançadas nos últimos dez anos. Nosso desafio é garantir segurança hídrica e a segurança produtiva da população", disse a presidente.


“Nós liberamos R$ 2,4 bilhões e agora nós estamos liberando mais R$ 350 milhões para crédito emergencial, para toda atividade produtiva na região do Semiárido.”, explicou. Outra medida citada pela presidenta consiste em renegociar as dívidas dos agricultores do Semiárido, prorrogando por dez anos o prazo para pagamento de empréstimos.