19 de março de 2013

Em missa inaugural, Papa Francisco pede pelos pobres e pelo ambiente

O Papa Francisco fez um apelo nesta terça-feira (19) em defesa dos pobres, dos idosos, dos mais fracos e do meio ambiente, na homilia da missa solene que marcou o início oficial de seu pontificado. Ele afirmou que a liderança da Igreja Católica Apostólica Romana e de seus 1,2 bilhão de fiéis deve ser um "serviço humilde", acolhendo a todos, e principalmente aos mais pobres.

A cerimônia de entronização do papa Francisco como chefe da Igreja Católica começou às 8h45 de Roma (4h45 em Brasília) com um longo desfile no papamóvel. O trajeto foi feito entre a Residência de Santa Marta e a Basílica de São Pedro. Ao entrar na Santa Sé, o papa rezou na capela da Pietá, obra-prima do escultor renascentista Bernini e ponto de partida dos rituais de posse. Francisco foi então para o túmulo de São Pedro, que os católicos consideram o primeiro papa, e daí seguirá em procissão ao centro da basílica.
Acompanhado de todos os cardeis e dos patriarcas das igrejas orientais, Francisco receberá o anel e as vestes de São Pedro, tomando posse então como primeiro papa latino-americano. 
Dilma - Após a missa inaugural do ministério petrino do papa Francisco, a presidente Dilma Rousseff teve a oportunidade de conversar por breves segundos com o pontífice. Na conversa, a presidente aparentemente disse ser um prazer ter um papa que se dedique aos pobres.  Antes do encontro, Dilma disse que sua intenção era conversar com Francisco sobre o combate à pobreza e à fome no mundo.