22 de março de 2013

Desemprego cresce em Bonfim e já são 523 demissões este ano

O desemprego cresceu em números alarmantes nos meses de janeiro e fevereiro deste ano em Senhor do Bonfim. De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), ocorreram 523 demissões nos dois primeiros meses deste ano, registrando uma queda de 2,56% na variação do emprego no município. Os dados ainda não incluem as dispensas na Administração Pública.
Ainda segundo o Caged, como ocorreram no mesmo período 361 admissões, houve um saldo negativo de 162 vagas, que foram cortadas. Em fevereiro, a situação foi mais dramática que no primeiro mês do ano. Foram 295 desligamentos contra 183 admissões, gerando um resultado negativo de 112 postos, elevando o desemprego. As áreas mais atingidas são a construção civil, o comércio e o setor de serviços.
Contraste - Os números neste início de 2013 em Bonfim contrastam com o ano de 2012, quando houve queda no desemprego e o município registrou a criação de 530 novas vagas de trabalho. A crise gerada pela estiagem que atinge a região é, para muitos, o principal motivo. Mas, se comparada a situação de Bonfim com outros municípios que também enfrentam problemas com a seca, o quadro bonfinense é muito destoante. Em Jacobina, por exemplo, nos dois primeiros meses de 2013 ocorreram mais contratações do que demissões, e o município registrou saldo positivo de 16 novas vagas de emprego criadas. Já em Campo Formoso houve saldo negativo, mas com apenas 18 vagas cortadas.